domingo, 25 de novembro de 2012

reflexos


desmedida

como um objeto não-identificado
não te mereço
justamente por não ter medida
escorro vida
sem querer-te além do que podes
mas querendo-te além do que posso.

sábado, 24 de novembro de 2012

oração


:::: em busca da fé, qualquer. (parceria minha com luiza brina)

terça-feira, 6 de novembro de 2012

---------------

compartilhar
a beleza
a saudade
a potência
sem perder de vista
a delicadeza

domingo, 4 de novembro de 2012

o mundo me multiplica


às pétalas

frente à cidade
alguns corações choram a tragédia sem fazer alarde
perda infinita
seta sem direção
algumas coisas insuperáveis:
uma mãe que perde sua filha;
um homem que já não sabe o que deseja;
alguns instantes de comoção.

ninguém escuta
somente o tempo que espera
sem hora
nem calma
um dia para voltar ao mundo.

frente ao silêncio
opaco
imundo.