terça-feira, 19 de março de 2013

segunda-feira, 18 de março de 2013


quase eu

é quase 21 de março. o verão começa a dar as costas pro tempo. folhas caem por entre os arvoredos e meu corpo habita um instante essencial que parece retornar àquilo que nunca foi mas sempre quis. novos passos claros habitam a casa e é preciso muito cuidado para cuidar daquilo que extraordinariamente se chama vida. casa é corpo, tempo é calma. teço o dia na projeção dos desejos, sempre em comunhão com a paisagem que em mim se delinea. eu nunca me canso do uníssono das coisas. melhor estar sempre pronta pro acaso. melhor crer na clarividência. melhor ser. a delicadeza como força revolucionária. ter paciência com o desenrolar dos acontecimentos. respirar profundamente. olhar fundo nos olhos dos meses do ano. estar aonde se está. mudar quando for preciso. rir. apostar no mais tênue de mim e no novo ano que começa.

quinta-feira, 14 de março de 2013