quinta-feira, 27 de agosto de 2009

menina caminho

"uma estrada é deserta por dois motivos: por abandono ou por desprezo.
essa que eu ando agora é por abandono."

***

"Apaga-te.
O rio não está diante de ti
Como imaginas.
Há apenas o fosso
E a mesa inundada de papéis:
Conjeturas lassas
Sobre a aspereza das palavras.

O rio não está diante de ti
Está além. Viaja."

Hilda Hilst. Estar sendo ter sido.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

perdeu?

Pois adiante havia o abismo, ela, abismo, ela, lançar-se ao infinito, ela, infinito, abismo, infinito. O vazio do amor completo.
Pois adiante haviam escolhas e escolhas acarretavam em perdas e perdas traziam o vazio e talvez no vazio alguma coisa acontecesse. Eu vou lhe dar a decisão, botei na balança, você não pesou. Pra que rimar amor e dor?
Pois adiante havia o abismo, ela, abismo, ela, lançar-se ao infinito, ela, infinito, abismo, infinito. O vazio do amor completo. O início.
Em volta da mesa, longe do quintal, a vida começa no ponto final.
.

domingo, 9 de agosto de 2009

Rosa

A rosa do amor perdi-a nas águas
No imenso azul que ali cercava
Guardado em solfejo, pedi em silêncio
Aos monges, aos poetas e às crianças
Aos pássaros, aos loucos e aos outros
Tragam-me rosas inteiras, acesas
Crepúsculos de manhãs perdidas
Fatias do tempo
Navegantes de luz, navegantes

domingo, 2 de agosto de 2009

ah, Manoel...

"É a ciência da poesia: amarrar o tempo no poste para ser eterno."

Manoel de Barros.